Buscar
  • TopCar

DICAS IMPORTANTES PARA O MOTOR DURAR MAIS.

Atualizado: Jul 12

O motor do carro precisa de combustível e oxigênio. Os dois juntos entram em combustão e a energia liberada nessa reação química é suficiente para fazer seu carro se movimentar e permitir que você ande tranquilo por aí.


Porém, sabemos que qualquer máquina precisa de alguns cuidados, com o motor não é diferente, e a vida útil dele depende de você. Separamos medidas simples e alguns comportamentos que podem ser adotados para que você consiga retirar o máximo de rendimento do seu carro e também poupe dinheiro.




1 - FAÇA A MANUTENÇÃO PREVENTIVA


A manutenção preventiva compreende a troca de peças (sempre originais) de determinado conjunto do motor em períodos predefinidos. Você certamente já ouviu a frase: “troque em X meses ou quando atingir Y Km rodados, o que ocorrer primeiro”. Respeitar essa indicação é mais prudente do que substituir componentes somente quando esse quebra ou manifesta alguma falha.

Ao fazer a substituição com antecedência, pode-se ter a sensação de que o gasto é maior. Isso não é verdade, pois trocar após o surgimento do defeito sai muito mais caro, já que outros itens são danificados em cadeia.



2 – EVITE AQUECER O MOTOR


Muitas pessoas têm a mania de ligar o carro pela manhã, sobretudo em dias frios, e deixá-lo aquecendo parado durante um tempo. Isso não só é desnecessário como também é prejudicial para a saúde do seu veículo. Enquanto você entra no carro, coloca o cinto de segurança, verifica o ajuste do assento e do espelho já passaram 30 segundos, nesse tempo seu carro está pronto para rodar.


3 - EVITE ACELERAÇÕES BRUSCAS


Pisar fundo toda vez que o sinal abre só vai te ajudar a chegar mais rápido a lugar: na oficina. É que acelerar de maneira brusca reiteradamente é ruim para a saúde do motor e do carro em geral.

Quando rodamos com frequência no trânsito, o motor é obrigado a trabalhar em alta temperatura e isso aumenta ainda mais a temperatura das outras peças. Resumindo, pode causar danos ao sistema de arrefecimento, às juntas, às correias e por aí vai.


4 – ESCOLHA BEM O ÓLEO QUE SERÁ UTILIZADO


Óleo de qualidade ruim significa dor de cabeça. Nessa hora, não pense em economizar. Se o fabricante recomenda o sintético - geralmente mais caro, siga a recomendação. Investir em melhor qualidade resulta em economia a longo prazo, pois óleos modernos e de qualidade não precisam de aditivos extras. E mais: siga o manual e antecipe as trocas do fluido se você rodar por muito tempo em trânsitos pesados ou longas viagens.

429 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp_ambiente.webp